Advogado de Moreira Franco diz que denúncia foi feita por 'conveniência' da PGR

Julia Lindner e Igor Gadelha

Brasília

Ao finalizar a fase de pronunciamento da defesa, o advogado que representa o ministro Moreira Franco, Sergio Pitombo, disse nesta quarta-feira, 25, que a denúncia contra o presidente Michel Temer e dois de seus ministros foi feita por "conveniência" da Procuradoria-Geral da República (PGR). "Nada existia para se acusar. Acusar de organização criminosa é o método mais fácil de perseguição", criticou Pitombo.

Pitombo afirmou que os deputados da oposição "não percebem o momento histórico que a votação da denúncia representa. "O País não pode continuar submerso em acusações infundadas, cada deputado da oposição deveria se enxergar na situação dos acusados."

"Essa denúncia muito bem serve pra mostrar o momento que vivemos, e demonstra o que o Ministério Público faz. A situação indica a importância dessa Casa. É preciso dizer não a essa acusação, ao dizer não ao método persecutório que se instala no País. Claramente uma denúncia sem fato, sem qualquer tipicidade de crimes. Sem inquérito policial, sem ouvir as pessoas. Se deixarmos que investigações caminhem sem ter o direito de ouvir as pessoas, aonde chegará o caminho persecutório?", questionou Pitombo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos