Malheiros: Temer depende só de algumas horas de repouso para voltar às atividades

Leonencio Nossa

Brasília

O deputado Dr. Sinval Malheiros (PODE-SP) esteve na tarde desta quarta-feira, 25, no Hospital Militar de Área de Brasília (HMAB) para visitar o presidente Michel Temer. Médico, Malheiros relatou que Temer teve uma dificuldade "súbita" de urinar, uma retenção urinária, e procurou apoio da equipe médica do Planalto. Para verificar se havia uma obstrução de próstata, os médicos fizeram um exame de toque e, em seguida, uma cistoscopia que, segundo ele, consiste na colocação de um aparelho pela uretra que detecta possíveis problemas de próstata. Para esse exame, é necessária a sedação do paciente.

Segundo Malheiros, pelas conversas que teve no hospital, não se constatou um aumento grande da próstata e nem a necessidade de intervenções que não fossem apenas clínicas. Ele acredita que Temer só dependerá de algumas horas mais de repouso para voltar às atividades.

O deputado contou que mais cedo esteve com Temer no Planalto e não constatou nenhum desconforto do presidente, daí estranhou quando soube da notícia da internação. "Questões como de emoção podem afetar", disse. "(Da outra vez, da primeira denúncia), achei até que ele estava até mais tenso", disse.

Malheiros ainda disse que, nessa conversa mais cedo com Temer, o presidente disse que mantinha o seu projeto de terminar o governo, estava com a consciência tranquila e que, no futuro, muitos vão ver que ele estava certo.

"Não há nenhum tumor ou algo que pudesse colocar em risco a vida do presidente", afirmou o deputado ao ser questionado sobre o estado de saúde de Temer, na saída do hospital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos