Volto à Câmara para defender a reforma da Previdência, diz Bruno Araujo

Carla Araújo, Leonencio Nossa e Tânia Monteiro

Brasília, 22

Na cerimônia de transmissão de cargo o ex-ministro das Cidades, Bruno Araújo fez na tarde desta quarta-feira, 22, um discurso em que agradeceu o presidente Michel Temer pela confiança e ao PSDB por sua indicação à pasta. Apesar de Bruno Araújo já estar afastado há uma semana, quando pediu demissão, ele participou da posse de seu sucessor Alexandre Baldy.

O tucano disse ainda que o PSDB ajudou o governo Temer a andar e disse que agora o partido está em busca de um novo líder para governar em 2019. Bruno disse ainda que volta à Camara para votar pela reforma da Previdência. "Volto para votar a favor do Brasil, do aumento de emprego e contra os privilégios".

Bruno Araujo aproveitou o palanque para exaltar ações à frente da pasta e disse que o destino reservou a Baldy que dê continuidade ao trabalho. "Encontramos em 2016 uma situação muito difícil, o País estava próximo da bancarrota", disse. "O programa Minha Casa, Minha Vida estava parado desde o segundo semestre de 2014", exemplificou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos