Procurador rechaça 'visão míope de veneração à figura política que foi Lula'

Fausto Macedo

São Paulo

O acusador de Lula no Tribunal da Lava Jato, Maurício Gotardo Gerum - procurador regional da República da 4ª Região -, defendeu, durante sua sustentação oral na sessão que julga recurso do ex-presidente contra sentença no processo do tríplex, que a "análise técnica e isenta da prova dos autos" leva à conclusão de que o petista deve ser condenado.

O integrante do Ministério Público Federal, que saiu em defesa da sentença do juiz Sérgio Moro - que impôs pena de 9 anos e seis meses a Lula, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro - atacou mais de uma vez o que chamou de "visão que se faz míope pela veneração à figura política que foi Luiz Inácio Lula da Silva".

Gerum ainda disse que as provas contra o ex-presidente já eram "suficientemente robustas" para comprovar a corrupção, e foram fortalecidas com o depoimento do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos