Com festa no Maracanã,? ?Jogos Paralímpicos? &

SAO PAULO, 18 SET (ANSA) - O Rio de Janeiro se despediu na noite deste domingo, dia 18, dos Jogos Olímpicos com o encerramento das Paralimpíadas, que? ?tiveram? ?início no último dia 7.   


Em uma cerimônia emocionante, houve apresentações de nomes de peso, como Ivete Sangalo,? ?Nação Zumbi, Vanessa da Mata,? entre outros. Ao contrário da abertura dos Jogos Paralímpicos, o encerramento não teve muitas performances e se focou nos espetáculos musicais.   


O porta-bandeira do Brasil no encerramento foi Ricardinho, do futebol de 7, que foi ovacionado no Maracanã. Autor do gol que garantiu a medalha de ouro ao país, ele é considerado o melhor do mundo no esporte.   


Durante os shows, os atletas brasileiros fugiram do protocolo, deixando as áreas reservadas, e fizeram um "trenzinho" arrastando colegas no público.   


O? ?presidente do Comitê Olímpico Brasileiro? ?(COI), Carlos Arthur Nuzman, lamentou a morte do ciclista iraniano? ?Bahmad Golbarnezhad? ?no último sábado. Em seu pronunciamento ele ainda celebrou a realização dos Jogos.   


"Foram 20 anos construindo esse momento. Para muitos, era impossível. Para o Rio e para o Brasil, não"?, disse.? Vaiado na cerimônia de abertura, o presidente Michel Temer não esteve presente no encerramento. Ele se encontra em Nova York, onde participa da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU)? nesta semana? ?e foi representado pelo líder da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia.? ?Isso não impediu que fossem escutados gritos de "Fora Temer"? ?na arquibancada.   


Essa foi a edição dos Jogos Paralímpicos de maior audiência mundial.? ?Além disso,? f?oram? ?vendidos mais de 2 milhões de ingressos, um número abaixo apenas? ?do? ?que o registrado nos Jogos de Londres.   


Recorde - O Brasil bateu recorde de medalhas. Foram 72? --? 14 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. O país, no entanto, ficou abaixo da meta, em oitavo lugar na tabela. Nos Jogos de Londres, em 2012, os brasileiros ficaram em 7?, pois conquistaram? ?mais ouros, 21.   


O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, comemorou as conquistas. Segundo ele,? ?o pa??ís? ?teve uma "extraordinária participação" e um "salto significativo na quantidade de medalhas".   


Um dos destaques da delegação brasileira foi o nadador Daniel Dias, que conquistou nove medalhas e se tornou o maior medalhista da natação paralímpica, participando de 24 pódios em sua carreira.? ?(ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos