Com hino do tri, Carlos Alberto Torres é enterrado no Rio

SÃO PAULO, 26 OUT (ANSA) - O corpo do ex-jogador Carlos Alberto Torres, 72 anos, foi enterrado no fim da manhã desta quarta-feira (26) no cemitério do Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro. A cerimônia foi finalizada com o hino nacional e a música que embalou o tricampeonato mundial de futebol da seleção brasileira em 1970.   


Além da presença de sua esposa, Graça, e de seu filho, Alexandre, diversos ex-atletas foram até o cemitério para prestar sua última homenagem, como o capitão do pentacampeonato, Cafu, e o técnico Carlos Alberto Parreira. Muitos admiradores também foram ao local para dar o último adeus ao "Capita".   


Carlos Alberto Torres faleceu nesta terça-feira (25) vítima de um ataque cardíaco fulminante. Com passagens pelo Botafogo, Santos e Fluminense, o "Capita" é um dos ex-jogadores mais respeitados do mundo e era o líder da histórica seleção de 1970, que contava com Pelé, Gérson, Tostão, entre outros.   


Foi o ex-lateral direito que inventou o gesto mais repetido por capitães de todas as equipes do mundo ao vencer uma Copa: o gesto de erguer o troféu sobre a cabeça ficou eternizado pelas mãos de Torres. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos