Ex-ministro egípcio se desculpa por chamar Messi de imbecil

CAIRO, 9 MAR (ANSA) - O arqueólogo egípcio Zahi Hawas pediu desculpas ao atacante Lionel Messi por chamá-lo de "imbecil" após conduzir o astro do Barcelona por um tour pelas pirâmides do país em fevereiro. Hawas, ex-ministro da Antiguidade do Egito, publicou um comunicado se desculpando pela ofensa e pela polêmica declaração. Ele atribuiu a um intérprete a culpa pela dificuldade de comunicação com Messi durante o passeio turístico, no qual o jogador argentino teria demonstrado pouco interesse nas informações históricas sobre as pirâmides. O desconforto de Hawas com o desinteresse de Messi foi relatado em uma entrevista do arqueólogo a um canal de TV e gerou polêmica. Agora, no entanto, o arqueólogo disse que o intérprete "não fez um bom trabalho" e não transmitiu a Messi "a paixão e a emoção necessárias".   


"A visita de Lionel Messi às pirâmides é mais importante que a de políticos, chefes de Estado ou até de estrelas de Hollywood, porque o povo na rua conhece Messi e interage com ele", contou o ex-ministro em seu pedido de desculpas. Messi esteve no Egito em 21 de fevereiro para promover uma empresa que organiza viagens turísticas médicas para tratamento de hepatite C no país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos