Cartola italiano é preso por crimes fiscais

REGGIO CALABRIA, 29 MAI (ANSA) - O presidente do Catanzaro Calcio, Giuseppe Cosentino, e sua filha, Ambra Cosentino, foram presos nesta segunda-feira (29) em uma operação que investiga crimes fiscais e tributários na Itália.   


Ao todo, oito pessoas foram detidas na operação "Money Gate", coordenada pela Procuradoria da República de Palmi, que fica na região de Reggio Calábria, no sul da Itália. Cosentino e sua filha, além de outras duas pessoas, foram colocadas em regime domiciliar enquanto os outros quatro foram levados para centros de detenção.   


O presidente do clube da terceira divisão do futebol italiano é acusado de apropriação indébita e de crimes tributários, enquanto sua filha e dois funcionários de sua empresa de importação e exportação são acusados de lavagem de dinheiro. Segundo a acusação, eles transferiram grandes somas de dinheiro ilegalmente para a Suíça.   


Além das oito prisões, os militares da Guarda de Finanças ainda sequestraram cerca de quatro milhões de euros em bens dos acusados. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos