Governo Trump anuncia novas sanções econômicas contra Irã

WASHINGTON, 18 JUL (ANSA) - Os Estados Unidos impuseram nesta terça-feira (18) novas sanções a 18 pessoas e empresas acusadas de participação no programa armamentista do Irã e de ligações com o crime organizado.   

A lista de alvos inclui um grupo baseado em Teerã que colaborou na construção de drones pelo governo iraniano, um fornecedor de equipamentos navais sediado na Turquia e uma rede que supriu as autoridades do país com materiais eletrônicos.   

As sanções não têm relação com o programa nuclear do Irã, o qual sempre foi criticado pelo presidente Donald Trump, porém mostram a disposição da Casa Branca em manter a nação persa sob estreita vigilância.   

Desde o começo do ano, os EUA já aprovaram dois pacotes de restrições econômicas contra empresas e indivíduos iranianos, mas sempre por questões ligadas a testes balísticos, crime organizado ou terrorismo.   

Em um documento enviado ao Congresso, o governo Trump afirma que Teerã está "respeitando tecnicamente" os termos do acordo nuclear de 2015, embora esteja "indiscutivelmente em falta com seu espírito".   

O pacto prevê uma revisão periódica do comportamento do Irã, que tem autorização para desenvolver suas atividades atômicas, desde que para fins pacíficos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos