Após escândalo de doping, vice-premier deixa comitê da Copa

MOSCOU, 27 DEZ (ANSA) - O vice-primeiro-ministro da Rússia, Vitaly Mutko, anunciou nesta quarta-feira (27) que deixará o comando do comitê organizador da Copa do Mundo de 2018.   


A declaração chega pouco mais de 20 dias depois de o Comitê Olímpico Internacional (COI) ter banido Mutko de todas as edições de Olimpíadas e a Rússia dos Jogos de Inverno do ano que vem por causa de um escândalo de doping.   


Há dois dias, o vice-ministro já havia anunciado seu afastamento temporário da presidência da União de Futebol da Rússia. Seu lugar no comitê organizador da Copa será ocupado por Alexei Sorokin, já diretor-geral do órgão.   


Investigações da Agência Mundial Antidoping (Wada) e do COI alegam que Mutko, ministro do Esporte entre 2008 e 2016, e sua pasta foram responsáveis por não evitar um programa patrocinado pelo Estado para fraudar exames de substâncias ilícitas de atletas russos.   


O escândalo motivou a exclusão do país dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018. Mutko estaria sendo alvo de pressões da Fifa, que não via com bons olhos sua permanência no comitê por causa do escândalo de doping. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos