PUBLICIDADE
Topo

Assassino de John Lennon tem condicional negada pela 10ª vez

24/08/2018 09h33

NOVA YORK, 24 AGO (ANSA) - Condenado à prisão perpétua pelo assassinato do músico John Lennon, Mark Chapman, de 63 anos, teve um pedido de liberdade condicional negado pela 10ª vez nesta quinta-feira (23), relatou o Departamento de Correções e Supervisão Comunitária de Nova York.   


Chapman se dizia fã obcecado de Lennon e dos Beatles e foi sentenciado após atirar no cantor enquanto ele entrava com sua esposa, Yoko Ono, em seu apartamento no Upper West Side, em Manhattan, no dia 8 de dezembro de 1980.   


Preso há quase 38 anos, Chapman entra com um pedido de liberdade condicional a cada dois anos desde 2000. Tendo a solicitação negada, ele precisa esperar outros dois anos para que o caso seja reconsiderado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.