PUBLICIDADE
Topo

Ex-premier da Malásia é preso por corrupção e desvios

19/09/2018 11h56

KUALA LUMPUR, 19 SET (ANSA) - A Agência Anticorrupção da Malásia prendeu hoje (19) o ex-primeiro-ministro Najib Razak, que responde por várias acusações de lavagem de dinheiro, desvio, desfalque e corrupção. Os casos se referem a possíveis irregularidades do fundo estatal 1 Malaysia Development Berhad (1MDB). As acusações recaem sobre os 2,6 bilhões de ringgits (US$ 627 milhões) achados em suas contas pessoais.   

O ex-premier, por sua vez, alega que o montante é de uma doação da casa real saudita, mas há suspeitas de que foram desviados do 1MDB. Em 4 de julho, o ex-premier foi acusado por um tribunal de Kuala Lumpur por abuso de poder e de confiança por suposto desvio de fundo de investimento estatal. Um mês depois, a Promotoria comunicou Najib das acusações dos crimes de lavagem de dinheiro, pelo montante encontrado em sua conta. Os supostos crimes teriam sido cometidos entre 2011 e 2015. As penas na Malásia para estas acusações são de 15 a 20 anos de prisão. Aos 65 anos de idade, Najib foi primeiro-ministro da Malásia de 2099 até maio deste ano. Ele perdeu as eleições gerais pela oposição, já afetado pelos escândalos de corrupção. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.