PUBLICIDADE
Topo

Temer encerra mandato com rejeição em queda

28/12/2018 09h05

SÃO PAULO, 28 DEZ (ANSA) - Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (27) mostra queda na reprovação do presidente mais impopular desde o fim da ditadura militar, Michel Temer. Segundo o levantamento, que ouviu 2.077 pessoas em 130 cidades, entre os dias 18 e 19 de dezembro, 62% consideram o atual governo ruim ou péssimo, 29% o acham regular, e 7%, bom ou ótimo.   


Apesar de os dados não serem animadores, outra pesquisa Datafolha, conduzida em junho deste ano, indicava que 82% dos brasileiros consideravam Temer ruim ou péssimo, a maior taxa de reprovação já registrada pelo instituto. Após essa marca, a rejeição ao presidente começou a diminuir, alcançando 62% em dezembro, menor índice desde abril de 2017.   


Depois das manifestações pedindo a renúncia do emedebista, a vitória do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) fez com que opositores do futuro governo criassem a hashtag #FicaTemer, que ainda está entre os assuntos mais comentados no Twitter.   


Esses são os últimos dias de Temer no poder, e considerando 1989 até hoje, apenas Fernando Collor e Dilma Rousseff tiveram rejeição maior no fim de seus mandatos: 68% e 63%, respectivamente. Já sobre o índice de bom/ótimo, Temer tem a menor taxa em final de mandato em um período de 30 anos. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o recordista, tendo encerrado sua gestão, em 2010, com 83% de aprovação.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.