PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Itália tem mais 15.943 casos e 429 mortes por Covid

16/04/2021 13h16

SÃO PAULO, 16 ABR (ANSA) - A Itália registrou nesta sexta-feira (16) mais 15.943 casos e 429 mortes na pandemia de Covid-19, elevando os totais de contágios e óbitos para 3.842.079 e 116.366, respectivamente.   

O novo boletim do Ministério da Saúde traz uma queda tanto nos casos quanto nas mortes em 24 horas em relação ao mesmo dia da semana passada, quando haviam sido contabilizadas 18.938 infecções e 718 vítimas, sendo 258 delas em função de uma recontagem na Sicília e relativas a meses anteriores.   

O país também soma pouco mais de 3,2 milhões de pacientes curados e 506.738 casos ativos, menor cifra desde 11 de março.   

Até o momento, cerca de 10,1 milhões de pessoas já foram ao menos parcialmente vacinadas na Itália, o equivalente a 17% da população nacional.   

Desse total, aproximadamente de 4,3 milhões de indivíduos tomaram as duas doses (7,2%).   

Restrições - Com a melhora dos números da pandemia - a média móvel de óbitos em sete dias chegou ao menor valor em quase um mês -, o governo do premiê Mario Draghi anunciou um cronograma de relaxamento das normas anti-Covid.   

A principal medida é a reabertura de bares e restaurantes, inclusive de noite, para atendimento ao ar livre a partir de 26 de abril, bem como de teatros, cinemas e museus.   

Também nessa data, escolas de todos os níveis voltarão a ter aulas presenciais nas faixas de risco amarela e laranja e abrirão em modalidade mista (com parte dos alunos em ensino a distância) na zona vermelha.   

Atualmente, quase 80% dos estudantes do sistema público de ensino já podem fazer aulas presenciais, mas na chamada "escola superior" (equivalente ao ensino médio) esse índice é de 38%.   

"Essas aberturas são uma resposta ao desconforto de algumas categorias e dos jovens e trazem mais serenidade ao país, lançando as bases para a retomada da economia", disse Draghi em coletiva de imprensa em Roma.   

Segundo o primeiro-ministro, deslocamentos inter-regionais voltarão a ser permitidos entre regiões na faixa amarela, e será criado um "passe" para viagens entre regiões de cores diferentes, porém ele não deu mais detalhes sobre o documento nem sobre seus requisitos Já o ministro da Saúde, Roberto Speranza, anunciou que piscinas públicas ao ar livre serão reabertas em 15 de maio; academias, em 1º de junho; e feiras, em 1º de julho. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.