PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Israel afrouxa ainda mais uso de máscaras em locais fechados

15/06/2021 09h35

TEL AVIV, 15 JUN (ANSA) - Após cerca de um ano e três meses de obrigação, os israelenses não precisarão mais usar máscaras de proteção contra a Covid-19 a partir desta terça-feira (15) em locais fechados.   

Há apenas pouquíssimas exceções: trabalhadores e moradores não vacinados - ou em tratamento - que atuem ou vivam em estruturas públicas para idosos, como asilos ou centros de saúde; pessoas em quarentena ou que chegaram de viagens aéreas; e em escolas, já que os estudantes com menos de 16 anos não foram vacinados.   

Atualmente, o país vacina os adolescentes de 12 a 15 anos e uma nova mudança pode ser anunciada em breve. As demais crianças ainda não podem ser imunizadas porque as fórmulas foram criadas apenas para pessoas acima dessa idade e os novos estudos para a faixa etária estão em andamento.   

O Ministério da Saúde fez a nova liberação por conta do avanço da campanha vacinal no país, o que ajudou a derrubar a média de casos diários.   

Segundo dados do portal Our World in Data, Israel tem 59% da sua população-alvo totalmente imunizada contra o coronavírus Sars-CoV-2, ou seja, que recebeu as duas doses, e 3,9% dos cidadãos que receberam uma dose ao menos. Os 62,9% de imunizados colocam o país como um dos mais avançados no mundo na imunização. Já a média de casos está na faixa dos 15 contágios por dia. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.