Como três jovens que queriam criar um site de namoro acabaram lançando o YouTube

Tudo começou como um site de namoro há 13 anos. O que hoje conhecemos como o YouTube surgiu como um espaço para homens e mulheres compartilharem vídeos contando quem eram e o que buscavam no amor.

Seus criadores, Steve Chen, Chad Hurley e Jawed Karim, registraram o nome do portal no Dia de São Valentim, o dia dos namorados em diversos países do mundo, em 2005. Em 23 de abril daquele ano, Karim publicou o primeiro vídeo do YouTube, intitulado "Eu no zoológico", um clipe de meros 18 segundos que não era nada romântico.

"Bem, estamos aqui, em frente aos elefantes. O legal desses caras é que eles têm trombas muito, muito, muito grandes. Isso é legal. E é basicamente o que tenho a dizer."

Não levou muito tempo para que os rapazes vissem que sua ideia havia sido um fracasso. Mas nem tudo estava perdido. Eles se deram conta que tinham em mãos uma plataforma valiosa em uma época em que publicar vídeos caseiros na internet começava a decolar.

Nesse momento, o trio resolveu acabar com o lado romântico do negócio e aceitar qualquer tipo de vídeo no portal, explicou Chen há alguns anos em uma conferência no Texas. E isso se provou um grande acerto.

Um ano depois, em outubro de 2006, os três fecharam o negócio de suas vidas ao vender o site para o Google por US$ 1,65 bilhão (à época, o equivalente a R$ 3,55 bilhões). Hoje, o YouTube tem mais de 1 bilhão de usuários em 88 países e 76 idiomas, segundo o Google.

A chegada ao Vale do Silício

Os três cofundadores do YouTube não têm origens em comum, mas seus caminhos se cruzaram ao sair da universidade.

Chen nasceu em 1978 em Taiwan. Quando era adolescente, se mudou com a família para os Estados Unidos, onde se formou na Universidade de Illinois. Karim também é imigrante. Nasceu em 1979 na então Alemanha Oriental e chegou com a família aos Estados Unidos no início da década de 1990, onde estudou na mesma universidade de Chen. Hurley nasceu no Estado da Pensilvânia em 1977 e estudou na Universidade de Indiana.

O trio se conheceu em 1999 em seu primeiro dia como funcionários do site de pagamentos PayPal no Vale do Silício, na Califórnia.

Como engenheiros, Chen ajudou a desenvolver o serviço, enquanto Karim trabalhou no seu sistema antifraudes. Hurley, formado em Belas Artes, colaborou com o desenho da interface de uso do portal. Em 2005, eles criaram a primeira versão do YouTube.

Novos negócios

Os três continuaram como executivos do YouTube após a venda, mas, com o passar dos anos, saíram da empresa para empreender novamente.

Chen e Hurley se uniram em 2011 para fundar a AVOS Systems, uma empresa que ajuda a desenvolver aplicativos para celulares e serviços online. Também se envolveram novamente no mercado de vídeos com dois programas, o Mixbit, que facilita a edição de clipes, e o Wanpai, para compartilhar vídeos curtos.

Também estiveram à frente, entre 2011 e 2014, da plataforma Delicious, um dos serviços pioneiros para salvar e gerenciar links, mas que já não existe mais.

Chen ainda faz parte da Google Ventures, um braço da Alphabet, a matriz do Google, dedicada a investimentos em novos negócios. Ele já atuou como consultor para diversas companhias, segundo a Bloomberg.

Hurley também integrou a Google Ventures, mas deixou a companhia. Atualmente, segue na AVOS como diretor-executivo. Seus negócios se expandiram para a área de esportes, e ele se tornou membro da diretoria da equipe de basquete Golden State Warriors e um dos donos do time de futebol Los Angeles FC.

O discreto Jawed Karim

Apesar de ser o primeiro rosto que apareceu no YouTube, Karim mantém um perfil bem mais discreto em seus negócios, sem muitas aparições públicas.

Depois de participar do conselho do YouTube, ele criou em 2008 sua própria empresa, a Youniversity Ventures, para ajudar universitários a tirar suas ideias de negócios do papel. Atualmente, é conselheiro da TokBox, empresa dona da plataforma de vídeos e mensagens OpenTok.

Também é sócio do fundo Sequoia Capital, que teve entre seus clientes o próprio YouTube em 2005 e que já investiu em empresas como Google, Apple, Yahoo!, LinkedIn, Cisco, Airbnb e Atari.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos