PUBLICIDADE
Topo

As razões fisiológicas para sentirmos mais vontade de fazer xixi quando está frio

Redação - BBC News Mundo

13/12/2019 18h05

Já percebeu que, quando está frio, sentimos mais vontade de urinar? Conheça as razões fisiológicas por trás desse fenômeno curioso.

É muito difícil definir quantas idas diárias ao banheiro podem ser consideradas normais. Isso porque nossa vontade de fazer xixi depende em grande medida de quanto líquido bebemos, que tipo de bebida é essa, se tomamos alguma medicação e o quanto transpiramos.

Apesar disso, uma medida bastante aceita é de até sete vezes ao longo do dia e uma vez à noite, como explica à BBC News Mundo Blanca Madurga, especialista da Unidade de Urologia Funcional, Feminina e Urodinâmica do Hospital Universitário Puerta del Mar, na Espanha.

Mas, para além do número de idas ao banheiro, uma pergunta persiste: por que, quando está frio, costumamos urinar mais que nos dias de calor?

Esse fenômeno não apenas é normal, como também ocorre com todas as pessoas, independentemente da frequência com que façam xixi.

Efeitos diversos

Em linhas gerais, a explicação é bastante simples. "Quando faz frio, nosso corpo não está tão dilatado quanto no verão - algo muito fácil de comprovar, se observarmos nossos pés ou nossas mãos - e esse inchaço acontece porque há uma retenção de líquidos", explica Madurga.

"No inverno, como estamos mais contraídos, essa retenção de líquidos é menor e, por isso, produzimos mais urina do que no verão, quando também perdemos líquido por meio do suor", acrescenta.

O que acontece durante o inverno, quando nos expomos a temperaturas baixas, é a chamada diurese do frio ou diurese induzida pelo frio.

Quando as temperaturas caem, os vasos sanguíneos do nosso corpo se contraem para concentrar a maior quantidade possível de fluxo sanguíneo ao redor de nossos órgãos vitais, que ficam longe da pele.

Por esse motivo, sentimos frio nas mãos, nos pés, no nariz e em outras extremidades.

Quando os vasos se contraem, isso significa que o sangue - que existe na mesma quantidade - tem menos espaço para circular, fazendo subir a pressão sanguínea.

É nesse momento que entra em ação a diurese: as células arteriais nos rins percebem um aumento da pressão e enviam um sinal para que os rins eliminem líquidos que não são necessários e, assim, regular a pressão arterial.

Com isso, acabamos urinando mais.

Essa descrição diz respeito, entretanto, a casos em que a bexiga está saudável. Mas podem existir outras situações, em que exista "uma patologia de base que seja uma bexiga hiperativa - uma bexiga que produz uma vontade de urinar urgente", diz a uróloga.

"Isso pode ser gerado por uma contração involuntária do músculo que rodeia a bexiga, que se ativa quando ingerimos líquido ou com o frio em geral."

Bons hábitos

Madurga explica que, ainda que urinemos mais no inverno, não é necessário tomar mais líquido por isso.

O recomendável segue sendo "entre dois e dois litros e meio por dia", destaca a médica.

Tão importante quanto manter bons hábitos de hidratação é cuidar da nossa bexiga, como explica um material informativo do Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS, na sigla em inglês), que recomenda uma série de medidas simples para manter uma bexiga sadia.

Uma das sugestões é evitar o hábito de ir ao banheiro "por via das dúvidas", já que isso faz com que nossa bexiga tenha menor capacidade.

"Vá ao banheiro quando a bexiga estiver cheia e sentir que precisa ir", diz o texto. Mas o material esclarece ainda que não há problema em esvaziar a bexiga antes de ir dormir.

Outra recomendação é dedicar o tempo necessário ao momento de urinar, para dar à bexiga a oportunidade de se esvaziar por completo.

"Urinar às pressas pode fazer com que a sua bexiga não se esvazie por completo e aumentar o risco de infecções urinárias."


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=WhY91YFf8yk

https://www.youtube.com/watch?v=ambANBIHjCI

https://www.youtube.com/watch?v=sAPqZP6YTBU