Júri inocenta Led Zeppelin de acusação de plágio em "Stairway to heaven"

Introdução de um dos maiores sucessos do rock não é "intrinsicamente similar" a trecho de uma música do grupo Spirit, afirmam jurados. Page e Plant argumentaram que progressão harmônica em questão é usada há séculos.

Um júri de Los Angeles, nos Estados Unidos, decidiu por unanimidade nesta quinta-feira (23/06) que não há plágio na introdução da música Stairway to heaven, clássico de 1971 da banda britânica Led Zeppelin. A acusação alegava que o solo de guitarra no início da canção fora copiado da música Taurus, lançada em 1968 pela banda Spirit.

O júri decidiu que o Led Zeppelin teve "acesso" à canção do Spirit - o que significa que eles poderiam conhecer a música -, mas que a introdução em questão não é "intrinsecamente similar" ao trecho de Taurus.

A ação havia sido movida em 2014 por Michael Skidmore, amigo e gestor do patrimônio de Randy Wolfe, morto em 1997. Compositor de Taurus, Wolfe foi guitarrista do grupo californiano, formado em 1967 e que nunca alcançou fama.

Skidmore afirmava que Jimmy Page, o guitarrista do Led Zeppelin, teria copiado um trecho que Wolfe, mais conhecido como Randy California, havia escrito para Taurus. Segundo Skidmore, Wolfe nunca ganhou crédito pela composição.

Segundo ele, os integrantes do Led Zeppelin entraram em contato com canções do Spirit durante shows conjuntos, em 1970.

Os acusados, por outro lado, alegaram que a progressão harmônica em questão é tão comum que não há como requerer direitos autorais.

O julgamento teve início na semana passada, com um júri composto por quatro homens e quatro mulheres. Em 14 de junho, Page e o vocalista do Led Zeppelin, Robert Plant, compositores da música, compareceram à sessão de escolha dos jurados do tribunal.

Em depoimento durante o julgamento, Page e Plant afirmaram que compuseram a música sozinhos e que o trecho em questão é uma progressão harmônica descendente usada na música ocidental há séculos.

Para argumentar a seu favor perante o tribunal, os dois convidaram Lawrence Ferrara, um musicólogo e professor da Universidade de Nova York, que afirmou que outras composições famosas utilizam uma progressão harmônica descendente semelhante à de Stairway to heaven. Entre as mencionadas está a música Insensatez, do brasileiro Tom Jobim.

"Estamos tristes e decepcionados, mas obviamente temos que respeitar a decisão do júri", disse o advogado de acusação Francis Malofiy, segundo a imprensa local.

Não é a primeira vez que o Led Zeppelin é acusado de plágio. A banda fez acordos extrajudiciais por acusações envolvendo canções como Babe, I'm gonna leave you, Whole lotta love e Dazed and confused.

EK/ap/dpa/rtr/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos