Hillary fala em "hora da verdade para os EUA"

Ao aceitar oficialmente a indicação pelo Partido Democrata, a primeira mulher a concorrer à presidência por um dos principais partidos dos EUA diz que as eleições em novembro serão decisivas para o futuro do país.

Ao aceitar formalmente nesta quinta-feira (28/07) a nomeação do Partido Democrata para concorrer a presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton afirmou que a luta contra o republicano Donald Trump será decisiva para definir o futuro do país. "Mais uma vez, chegou a hora da verdade para a América", afirmou.

Ao mencionar a campanha profundamente desagregadora de seus oponentes, Hillary reiterou que as eleições de novembro irão decidir se a sociedade americana continuará a se desmembrar ou se prevalecerá a união. "Temos de decidir se trabalharemos todos juntos, para progredirmos todos juntos", disse.

A candidata afirmou que Trump busca semear o medo e quer isolar os EUA do resto do mundo, e criticou as declarações do republicano, que pretende impor condições para manter o apoio militar americano à Otan, caso se eleja presidente. "Tenho orgulho de permanecer ao lado de nossos aliados da Otan, contra todas as ameaças que enfrentam, incluindo as da Rússia", disse Hillary, reiterando que a lealdade americana a seus aliados jamais deve ser colocada em dúvida.

A candidata declarou que entre suas prioridades está a geração de empregos, à qual irá se dedicar "do primeiro ao último dia de mandato". Outro ponto fundamental de sua plataforma inclui a proteção dos cidadãos americanos da violência terrorista.

"Vemos com clareza o que nosso país tem de enfrentar, mas não temos medo", disse, reafirmando que os EUA irão se fortalecer perante esse desafio, como sempre fizeram. "De Bagdá a Cabul, de Nice e Paris até Bruxelas, de San Bernardino a Orlando, lidamos com inimigos determinados que temos que derrotar."

Hillary foi nomeada na convenção do Partido Democrata na última terça-feira por uma ampla maioria entre os 4,7 mil delegados. Ao aceitar formalmente a indicação, ela disse que o faz com "humildade, determinação, e confiança sem limites no compromisso americano".

Aos 68 anos de idade, Hillary é a primeira mulher a ser nomeada candidata à presidência por um dos principais partidos americanos. As eleições presidenciais serão realizadas no dia 8 de novembro. As últimas pesquisas de intenção de voto sugerem que ela tem uma pequena margem de vantagem sobre Trump.

RC/rtr/afp/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos