Torre Eiffel é apagada em solidariedade a Aleppo

Paris desliga luzes de seu maior símbolo para alertar comunidade internacional sobre situação em Aleppo. Cidade síria foi alvo de intensos combates após início de uma ofensiva de retomada pelo regime de Assad.

As luzes da Torre Eiffel, em Paris, foram desligadas na noite desta quarta-feira (14) em solidariedade aos habitantes de Aleppo, na Síria. A cidade, devastada por combates e bombardeios, enfrenta uma crise humanitária.

"Essa medida simbólica num monumento conhecido mundialmente visa mais uma vez alertar a comunidade internacional da necessidade de uma ação urgente", afirmou a prefeita da capital francesa, Anne Hidalgo.

As luzes da atração foram desligadas às 20 h (horário local). Hidalgo afirmou ainda que tropas do presidente sírio Bashar al-Assad fizeram centenas de vítimas nos últimos dias de confronto. A batalha em Aleppo se intensificou no último mês, após uma ofensiva do regime para recuperar o controle da cidade.

Um cessar-fogo, que poderia marcar o fim da batalha pela cidade e a vitória definitiva do governo sobre os opositores em Aleppo, foi quebrado nesta quarta-feira. A trégua previa que o regime permitisse que rebeldes e civis deixassem a região em corredores seguros para locais que eles mesmos escolhessem.

A Torre Eiffel é um dos símbolos de Paris e atrai milhões de visitantes, só no ano passado foram 7 milhões. Segundo a organização que administra esse símbolo de Paris, cerca de 8 mil turistas visitam a atração nos dias de semanas durante os meses de inverno.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos