Chapecoense empata com Palmeiras na primeira partida após a tragédia

Sobreviventes do acidente de avião que vitimou a equipe catarinense levantam a taça da Copa Sul-Americana, em partida marcada pela emoção e pelo simbolismo.A Chapecoense empatou neste sábado (21/01) em 2 a 2 com o Palmeiras, no primeiro jogo da equipe desde o acidente aéreo de 28 de novembro de 2016 e no qual recebeu a taça da Copa Sul-Americana. Antes do jogo, os três jogadores que sobreviveram ao acidente levantaram a taça, que a Conmebol decidiu entregar à Chapecoense. Quase todos os jogadores da equipe, além de diretores e da comissão técnica, morreram no acidente perto de Medellín, na Colômbia, quando viajavam para jogar a primeira partida da final. O goleiro Neto, um dos sobreviventes, levantou o troféu em frente aos 20 mil torcedores que foram à Arena Condá, em Chapecó, para ver o jogo. Follmann e Ruschel o acompanharam, enquanto o radialista Rafael Henzel, outro sobrevivente, relatou a partida. Jackson Follmann, Neto e Alan Ruschel, em lágrimas, receberam medalhas de campeões, entregues depois do Atlético Nacional, o adversário da Chapecoense na final, ter pedido que o título fosse atribuído à equipe de Santa Catarina. No minuto 71 (26min do segundo tempo), o jogo parou para homenagear as 71 pessoas que morreram no acidente aéreo. Nas arquibancadas, várias bandeiras colombianas e do Atlético Nacional eram visíveis. Aos 11min, Raphael Veiga fez o primeiro para o Palmeiras, antes de Niltinho assistir Douglas Grolli para o empate, aos 14min. No primeiro minuto do segundo tempo, Amaral cabeceou a bola para o fundo das redes e virou o placar a favor da Chapecoense, mas Vitinho, numa jogada individual, empatou aos 30 minutos finais. AS/lusa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos