CCJ aprova indicação de Moraes ao Supremo

Indicado de Temer ganha aval de comissão do Senado para se tornar ministro do STF. Nomeação, porém, ainda precisa ser aprovada no plenário. Em sabatina, Moraes promete imparcialidade e se defende de acusações polêmicas.A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou nesta terça-feira (21/02) a indicação do ministro licenciado da Justiça, Alexandre Moraes, para ocupar uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A votação, que é secreta, terminou com 19 votos a favor e 7 contrários. A indicação de Moraes, feita pelo presidente Michel Temer para ocupar o assento deixado por Teori Zavaski, morto em janeiro, deve ainda passar por votação no plenário do Senado nesta quarta-feira. Para ser aprovado, ele precisa do apoio de, no mínimo, 41 senadores – de um total de 81. Antes da votação nesta terça-feira, Moraes foi sabatinado pelos membros da CCJ numa sessão que durou quase 12 horas. Durante a sabatina, o ministro licenciado tentou rebater as polêmicas que envolvem seu nome e prometeu agir com imparcialidade caso seja confirmado ministro do STF. "Eu me julgo absolutamente capaz de atuar com absoluta imparcialidade, absoluta neutralidade dentro do que determina a Constituição, sem nenhuma vinculação partidária", afirmou Moraes. Mais informações a seguir...

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos