PUBLICIDADE
Topo

Aumenta reprovação ao governo Temer

31/03/2017 13h07

Pesquisa Ibope mostra que apenas 10% dos brasileiros avaliam o atual governo como ótimo ou bom e que 55%, ciframais alta já divulgada pelo instituto, reprovam a atual gestão.Uma pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (31/03) mostrou que apenas 10% dos brasileiros consideram a gestão do presidente Michel Temer ótima ou boa. Já o percentual da população que classifica o governo como ruim ou péssimo é de 55% – a reprovação mais alta já divulgada pelo instituto. A sondagem foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).Na última pesquisa, divulgada em dezembro, o governo Temer era considerado ótimo ou bom por 13% dos entrevistados; em outubro o percentual foi de 14%. Se a aprovação caiu um pouco, a reprovação aumentou significativamente: em dezembro, 46% dos brasileiros avaliaram o governo de Temer como ruim ou péssimo – em outubro eram apenas 39%.A pesquisa divulgada nesta sexta-feira também avaliou a opinião dos brasileiros sobre a confiança transmitida, a maneira de governar do presidente, além de pedir aos entrevistados que comparassem a gestão atual com a de Dilma Rousseff.Na maneira de governar, também houve queda. Se em dezembro ainda eram 26%, em março apenas 20% dos entrevistados afirmaram aprovar o presidente nesse quesito. A desaprovação subiu de 64% para 73%. Apenas 17% dos entrevistados disseram confiar em Temer, enquanto 79% (em dezembro, 72%) disseram não confiar. Em comparação com o governo de sua antecessora, 41% dos interrogados afirmaram que o governo Temer é pior. Já a parcela dos brasileiros que acham o governo Temer melhor caiu de 21% para 18%, em comparação com dezembro.O governo Dilma atingiu seu maior índice de reprovação em dezembro de 2015, quando 70% dos brasileiros indagados responderam com ruim ou péssimo.Esta foi a terceira pesquisa Ibope sobre a aprovação do governo realizada após Temer ser efetivado no cargo com o impeachment de Dilma. Na primeira pesquisa, em julho, Temer ainda estava como interino. O levantamento atual foi realizado entre os dias 15 e 19 de março e entrevistou duas mil pessoas em 126 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.PV/ots