Diretor de comunicação da Casa Branca renuncia

Saída de Mike Dubke encerra semanas de especulações sobre mudança na estratégia comunicativa do governo Trump. Atuando sobretudo nos bastidores, diretor teve que lidar com uma série de polêmicas.O diretor de comunicação da Casa Branca, Mike Dubke, renunciou ao cargo nesta terça-feira (30/05). O anúncio foi feito num momento crucial da investigação aberta pelo Congresso e pelo FBI para determinar se houve ingerência russa nas eleições americanas e encerra semanas de especulações sobre uma mudança na estratégia comunicativa do governo Trump. Reconhecido estrategista republicano e no cargo há apenas três meses, Dubke apresentou sua renúncia em 18 de maio, mas se ofereceu para continuar dirigindo as comunicação do governo até que Trump encerrasse sua primeira viagem ao exterior, informou o jornal Washington Post. Num e-mail enviado nesta terça-feira a colegas de trabalho e obtido pelo periódico, Dubke diz: "Foi uma grande honra servir o presidente Trump e este governo." A Casa Branca confirmou a renúncia. Dubke trabalhou estreitamente com o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, que é o rosto público do governo Trump e o que mais críticas recebeu nas últimas semanas pela pouca comunicação com os jornalistas que cobrem notícias da Casa Branca. Nos últimos dias, o presidente americano vinha avaliando a possibilidade de reformar sua equipe de comunicação, e muitos esperavam que Spicer fosse demitido. A renúncia de Dubke pode ser uma das primeiras trocas na estratégia comunicativa da Casa Branca, que também falou em reduzir o número de entrevistas coletivas. Dubke, indicado para o cargo em fevereiro, atuou sobretudo nos bastidores. Ele teve que lidar com uma série de polêmicas, como a demissão surpreendente do já ex-diretor do FBI, James Comey, que era responsável pela investigação da agência sobre os laços com a Rússia da campanha do governante. A contrário da maioria do círculo mais próximo de Trump, Dubke não trabalhou na campanha presidencial do magnata e foi o segundo diretor de comunicação de Trump. Seu predecessor no cargo, Jason Miller, serviu na equipe de transição presidencial, mas se demitiu antes da cerimônia de posse no dia 20 de janeiro. Spicer permanece como porta-voz da Casa Branca. IP/dpa/rtr/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos