Papa elogia serviço de notícias da DW para migrantes

Pontífice envia mensagem de apoio ao portal Infomigrants, iniciativa da Deutsche Welle em conjunto com Ansa e France Médias Monde. Projeto defende "valores humanos e cristãos que são a base da civilização europeia", diz.Em mensagem enviada do Vaticano nesta terça-feira (04/07), o papa Francisco elogiou o serviço de notícias para migrantes InfoMigrants, uma iniciativa da Deutsche Welle (DW) em conjunto com a agência de notícias italiana Ansa e o grupo de mídia France Médias Monde. O pontífice manifestou "afeição e encorajamento a essas instituições, associações e indivíduos que se abrem de modo inteligente ao fenômeno migratório com intervenções de apoio, mostrando os valores humanos e cristãos que são a base da civilização europeia". "A presença de tantos irmãos e irmãs que vivenciam a tragédia da imigração é uma oportunidade para o crescimento humano, encontro e diálogo entre culturas no âmbito da promoção da paz e da fraternidade entre os povos", afirmou o pontífice. O InfoMigrants é cofinanciado pela União Europeia (UE) e publica conteúdos em árabe, francês e inglês. O objetivo do portal é "combater a desinformação em todos os pontos da jornada" de migrantes a caminho da Europa e, ao fornecer "informações equilibradas e verificadas", evitar que sejam ludibriados por traficantes de pessoas. "Estamos muito contentes de receber o encorajamento do santo papa", afirmou o diretor-geral da DW, Peter Limbourg. "Não podemos ficar indiferentes ao destino de milhões de refugiados e migrantes", acrescentou. Limbourg ressaltou que o InfoMigrants não é um projeto de ajuda aos refugiados, mas um canal para notícias e informações factuais. "Com o InfoMigrants, conseguimos obter êxito em lançar um projeto midiático que atravessa fronteiras nacionais", reiterou. "Queremos ajudar as pessoas, mas também informá-las sobre os perigos e indicar o caminho para a migração legal." Mais de 100 mil migrantes chegaram este ano à Europa pelo Mediterrâneo, segundo informou nesta terça-feira a Organização Internacional para as Migrações (OIM). Quase 2.250 morreram durante a travessia. RC/rtr/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos