PUBLICIDADE
Topo

Vulcão entra em erupção e mais de 3 mil são retirados de casa no Chile

Em Santiago do Chile

03/03/2015 07h29

O vulcão Villarrica, localizado em Araucanía, no Chile, entrou em erupção na madrugada desta terça-feira (3) e as autoridades locais decretaram alerta vermelho na região e iniciaram a retirada dos moradores próximos.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, convocou uma reunião de emergência no Palácio de La Moneda para reunir toda a informação disponível e coordenar medidas preventivas, que incluem a evacuação de até agora mais de três mil pessoas. Ela deve visitar a região ainda nesta terça.

O vulcão Villarrica está localizado a cerca de 750 km ao sul de Santiago. A erupção de lava foi acompanhada de pequenas explosões.

"A atividade sísmica relacionada ao tremor vulcânico no Villarrica aumentou de maneira considerável", afirmou o Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin).

O processo de erupção se caracteriza pela "emissão de um grande volume material do interior do vulcão, composto por uma coluna de cinzas e partículas que atingem uma altura próxima de três quilômetros", disse ainda.

As autoridades decretaram alerta vermelho nos municípios de Villarrica, Pucón e Curarrehue, na região de La Araucanía, e em Panguipulli, na região de Los Rios.

O prefeito de Pucón, Carlos Barra, afirmou para a rádio Cooperativa que nas horas seguintes à erupção o vulcão se manteve tranquilo. O Villarrica tem 2.847 metros de altitude.

"Não foram registrados acidentes, os leitos dos rios estão em boas condições e a evacuação foi relaxada, acrescentou Barra, para quem a erupção "foi leve".

Após às 6h (mesmo horário de Brasília), o ministro do Interior, Rodrigo Peñailillo, disse que 3.385 pessoas tiveram que ser evacuadas, mil na cidade de Coñaripe, na região de Los Rios, e o restante nas localidades de La Araucanía.

Segundo os organismos de emergência, o total de pessoas que pode ser retirada de casa chega a 20 mil.

Por precaução, o tráfego foi interrompido em várias estradas da zona. O Villarrica é considerado um dos vulcões mais ativos da América Latina e suas erupções mais recentes, em 1984 e 2000, foram de baixa magnitude.

O Villarrica tem uma cratera de 200 metros de diâmetro, que contém um lago de lava de entre 100 e 150 metros de profundidade e registrou, desde o ano 1558, um total de 49 grandes eruções, uma a cada dez anos aproximadamente.

Existem no Chile mais de dois mil vulcões, dos quais 125 são considerados geologicamente ativos e cerca de 60 tiveram algum tipo de atividade eruptiva nos últimos 450 anos. 

 
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','29492', '')