Atriz Kate del Castillo diz que governo mexicano quer "arruiná-la"

  • Matt Sayles/AP

    A atriz mexicana Kate del Castillo ajudou o ator Sean Penn a realizar um encontro com Joaquín "El Chapo" Guzmán quando o narcotraficante ainda estava foragido

    A atriz mexicana Kate del Castillo ajudou o ator Sean Penn a realizar um encontro com Joaquín "El Chapo" Guzmán quando o narcotraficante ainda estava foragido

A atriz mexicana Kate del Castillo afirmou que o governo de seu país quer "arruiná-la", depois que foi divulgado que ela ajudou o ator Sean Penn a realizar um encontro com Joaquín "El Chapo" Guzmán quando o narcotraficante ainda estava foragido.

"Não tenho por que dar explicações à imprensa. Se não falo é porque meus advogados assim me aconselham, já que o governo quer me arruinar", disse em mensagem enviada à emissora americana de televisão "Univision".

Esta é a segunda ocasião na qual essa emissora consegue uma breve declaração da atriz, que vive há anos em Los Angeles (EUA).

Na semana passada, a emissora perguntou a del Castillo se estava envolvida em um projeto para rodar um filme sobre a vida do líder do Cartel de Sinaloa, mas a atriz se recusou a responder.

A isto é preciso somar uma mensagem através de sua conta oficial no Twitter, na qual a intérprete agradeceu o apoio que recebeu de seus seguidores nestes dias tão complicados para ela.

"Obrigada por seu apoio. Como era de se esperar, muitos decidiram manipular a informação e fabricar histórias falsas para tirar o foco do verdadeiro tema. Em breve contarei minha versão", escreveu em 13 de janeiro, embora desde então não tenha falado em público sobre o tema.

O nome da atriz começou a ser ventilado em 9 de janeiro quando a revista Rolling Stone publicou o relato que Sean Penn escreveu do encontro que sustentou com Guzmán em outubro de 2015 no noroeste do México.

Segundo Penn, o encontro foi propiciado pela atriz, a quem o narcotraficante tinha pedido que se encarregasse de realizar seu filme biográfico.

A promotora mexicana Arely Gómez afirmou que está sendo investigado se a atriz recebeu recursos do narcotraficante para iniciar a produção e garantiu que por enquanto só tem "indícios" de uma possível lavagem de dinheiro.

Por causa da captura de "El Chapo" em 8 de janeiro, a imprensa mexicana publicou uma série de mensagens de texto trocadas entre a atriz, Guzmán e Andrés Granados, um dos advogados do narcotraficante, e interceptados pelos serviços de inteligência do país.

Em algumas das mensagens a atriz manifesta interesse de que o narcotraficante participe como investidor em sua marca de tequila.

Meios de comunicação mexicanos publicaram, além disso, supostas mensagens de aparência pessoal entre a atriz e "El Chapo".

Segundo o governo, esses contatos contribuíram para dar encontrar o paradeiro e proceder com a detenção de "El Chapo", recluso na mesma prisão de máxima segurança da qual fugiu em julho de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos