PUBLICIDADE
Topo

Viúva de Flores diz que ataques políticos deterioraram sua saúde

O ex-presidente de El Salvador Francisco Flores morreu aos 56 anos  - Jose Cabezas/Reuters
O ex-presidente de El Salvador Francisco Flores morreu aos 56 anos Imagem: Jose Cabezas/Reuters

31/01/2016 07h02

 A esposa do ex-presidente de El Salvador Francisco Flores, que morreu neste sábado após permanecer hospitalizado em coma clínico por seis dias, disse à imprensa que os "ataques políticos" que ele sofreu lhe causaram uma "terrível crise de saúde" que lhe causou a morte.

"Ele sofreu uma terrível crise em sua saúde, provocada por um injusto ataque político que atropelou seus direitos fundamentais", lamentou a ex-primeira-dama salvadorenha Lourdes de Flores.

A viúva do ex-presidente disse em entrevista coletiva fora do hospital onde permaneceu Flores com uma deterioração neurológica irreversível, que este "se submeteu à justiça por sua certeza que era inocente".

Flores, de 56 anos de idade, que governou El Salvador entre 1999 e 2004, era acusado de peculato, enriquecimento ilícito e desobediência de terceiros por supostamente se apropriar e desviar US$ 15 milhões de doações taiuanesas.

Por outro lado, Lourdes de Flores renunciou às honras de ex-chefe de Estado que correspondem a Francisco Flores em seu funeral, por ter sido presidente da República e do Congresso.