Terminam os trabalhos de resgate do terremoto de Taiwan com 116 mortos

Taipé, 12 fev (EFE).- Os trabalhos de resgate depois do desabamento de um edifício em Tawain pelo terremoto que a cidade no sábado passado terminaram hoje com uma apuração final de 116 mortos, enquanto há um desaparecido.

Os trabalhos de remoção de escombros foram finalizados após a recuperação do último corpo, o de um porteiro do edifício, anunciou em entrevista à imprensa o prefeito da cidade de Tainan, Lai Ching-te.

Uma última pessoa, que não residia no edifício, mas que poderia estar dentro do imóvel, foi dada oficialmente por desaparecida, indicou o Serviço Nacional de Emergências.

Além disso, 29 corpos não puderam ser identificados ainda devido à forte deterioração que sofreram por causa do desabamento.

O edifício tinha 17 andares e abrigava cerca de 200 apartamentos e vários locais comerciais, e embora fosse bastante moderno (foi construído em 1994), desabou completamente durante o terremoto.

O responsável da empresa construtora, Lin Ming-hui, e dois de seus colaboradores estão detidos sob a acusação de homicídio por negligência profissional, já que há amplos indícios de deficiências na construção.

O terremoto, de magnitude de 6,4 graus na escala Richter , sacudiu o sul da ilha durante a madrugada de sábado, e foi o pior que sofrido por Taiwan desde o terremoto de 21 de setembro de 1999, que deixou 2.415 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos