Atentado deixa 3 policiais mortos e 7 feridos no leste da Colômbia

Em Bogotá

Pelo menos três policiais morreram e outros sete ficaram feridos nesta sexta-feira (26) depois que uma bomba explodiu durante a passagem do veículo no qual estavam no departamento de Casanare, no leste do país, em um incidente que o governo atribuiu à guerrilha do ELN.

"O ELN está equivocado se acredita que com o vil assassinato de policiais em Casanare vai forçar diálogos", escreveu o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, em sua conta no Twitter, em referência à guerrilha do Exército de Libertação Nacional, com o qual o governo mantém há dois anos contatos "exploratórios" para iniciar um diálogo de paz.

A polícia colombiana afirmou que uma carga explosiva foi detonada durante a passagem de um caminhão que transportava 31 agentes pela aldeia de Plan Brisas, na jurisdição do município de Aguazul (Casanare).

Segundo o diretor da Polícia Nacional, general Jorge Nieto, o ataque foi um ato "covarde" cometido no momento em que "cumpriam atividades próprias do serviço".

Em uma primeira reação antes de atribuir o ataque ao ELN, Santos havia afirmado que "esse é o preço desta guerra. Estamos com vocês e com suas famílias de todo coração".

Em outro incidente ocorrido hoje em Bolívar, município do departamento de Cauca, morreram em um confronto um soldado e um guerrilheiro do ELN, enquanto outros quatro ficaram feridos, segundo informou o exército.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos