Aviões bombardeiam redutos da oposição na Síria no segundo dia de trégua

(Atualiza com novos ataques).

Beirute, 28 fev (EFE).- Aviões de guerra e helicópteros de combate bombardearam neste domingo áreas sob o controle da oposição nas províncias de Hama e Homs, no centro da Síria, assim como em Aleppo, Idlib e Latakia, no norte do país, no segundo dia do cessar-fogo, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Pelo menos uma grávida morreu e outras 12 pessoas ficaram feridas, incluindo dois menores de idade, em três bombardeios aéreos na cidade de Yisr al Shogur, em Idlib.

Na mesma província, helicópteros militares lançaram barris de explosivos contra os povoados de Al Nayia e Al Kanda, perto de Yisr al Shogur.

A ONG acrescentou que dois projéteis de procedência desconhecida impactaram na área de Al Suaguía, nos arredores da cidade de Fua, de maioria xiita e cercada pela Frente al Nusra, filial síria da Al Qaeda, e seus aliados.

Quase toda a província de Idlib está em poder dessa organização jihadista e de outras facções armadas.

Enquanto isso, na vizinha Aleppo, os aviões bombardearam seis cidades do norte e do oeste da província: Dara Aza, Qabtn al Jabal, Hreitan, Andan, Maaret al Artiq e Kafr Hamra.

Nessas zonas está presente a Frente al Nusra, mas também atuam outras facções de tendência islâmica e brigadas do Exército Livre Sírio.

Como consequência dos ataques aéreos um jovem morreu em Qabtn al Jabal.

Por outro lado, na província de Hama se registraram bombardeios similares na aldeia de Hirbnafsa, em cujas imediações ocorreram enfrentamentos entre as forças leais ao regime sírio e grupos armados islâmicos.

As autoridades também combatem em Hama contra o grupo terrorista Estado Islâmico na cidade de Al Tiba.

O Observatório acrescentou que helicópteros militares atacaram também com barris a região de Jabal al Akrad, no norte de Latakia, onde há troca de fogo entre as autoridades e as facções armadas da oposição.

No norte de Latakia opera a Frente al Nusra e grupos como o Movimento Islâmico dos Livres de Sham.

Além disso, a fonte informou que soldados governamentais dispararam projéteis em Al Dar al Kabira e que helicópteros militares lançaram barris de explosivos em Tir Maleh, ambas localidades no norte de Homs, bastião opositor nesta província.

Ainda não se sabe se estes ataques aéreos foram realizados pela aviação síria ou da Rússia.

Tanto o EI como a Frente al Nusra estão excluídos do acordo de cessar-fogo alcançado pela Rússia e pelos Estados Unidos e aceito pelo governo e a principal aliança opositora síria.

Durante o primeiro dia da cessação das hostilidades, ontem, quase não houve ataques aéreos, e a oposição só documentou um de helicópteros com barris de explosivos contra um bairro da cidade de Aleppo.

O ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al Yubeir, denunciou hoje que as forças aéreas russa e síria violaram em várias cidades o cessar-fogo que entrou em vigor este sábado entre os rebeldes e as forças do regime.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos