Atentado no centro de Istambul mata ao menos cinco pessoas

Em Istambul (Turquia)

  • Emrah Gurel/AP

    Área alvo de ataque no centro de Istambul é isolada pelas autoridades

    Área alvo de ataque no centro de Istambul é isolada pelas autoridades

Cinco pessoas morreram e sete ficaram gravemente feridas no atentado da rua Istiktal, segundo declarou o governador do Istambul, Vasip Sahin, aos meios de comunicação. O ataque foi cometido por um suicida que detonou seus explosivos minutos antes das 6h (em Brasília) diante do escritório de governo do distrito.

Três pessoas, além do próprio agressor, morreram no local e outra faleceu depois de ser internada no hospital, afirmou Sahin.

O número total de feridos no atentado de Istambul chega a 36 e entre eles há 12 estrangeiros, declarou o ministro da Saúde da Turquia, Mehmet Müezzinoglu, em um comparecimento perante os meios de comunicação. Embora as autoridades turcas não revelaram a nacionalidade das vítimas estrangeiras, três israelenses estariam entre os feridos.

O Ministério israelense de Relações Exteriores informou em Jerusalém que vários israelenses ficaram feridos neste atentado suicida.

Segundo os testemunhos citados pela "CNNTÜRK", as bombas que o terrorista levava explodiram enquanto caminhava, o que poderia indicar que ainda não tinha chegado ao lugar previsto.

A polícia evacuou tanto a rua Istiklal como a adjacente praça Taksim, que, durante a maior parte da semana, é palco de enormes aglomerações de pessoas que realizam compras ou vão às várias cafeterias e bares da zona. As horas da manhã de sábado são, no entanto, mais tranquilas nesta zona de lazer noturno, por isso que a rua estava ainda pouco transitada.

Ataques anteriores

No último domingo (13), uma suicida detonou um carro-bomba em uma cêntrica zona de Ancara, matando 37 pessoas, em um atentado reivindicado por um facção radical da guerrilha curda.

O anterior atentado suicida em Istambul foi cometido em janeiro contra turistas alemães na zona monumental da Mesquita Azul e foi atribuído a um jihadista formado pelo Estado Islâmico (Daesh). 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos