Cerca de 80 vítimas dos atentados de Bruxelas permanecem hospitalizadas

Bruxelas, 31 mar (EFE).- A ministra belga de Saúde Pública, Maggie De Block, informou nesta quinta-feira que até 80 vítimas do duplo atentado terrorista de 22 de março no aeroporto internacional e em uma estação do metrô de Bruxelas permanecem hospitalizadas.

Um paciente foi transferido à Alemanha, indicou o governo federal, e seis pacientes belgas tiveram alta e se reuniram com suas famílias.

Um total de 41 pessoas ainda estão na Unidade de Terapia Intensiva, e nos centros especializados para queimaduras há ainda 28 pacientes, indicou De Block em comunicado.

"Os profissionais aplicam o melhor atendimento médico possível para ajudar esses pacientes a se recuperarem o mais rápido possível, mas levando em conta a gravidade dos ferimentos a recuperação de alguns pode demorar", afirmou a ministra.

O governo explicou, além disso que, após um atentado, a maioria das vítimas têm que fazer frente durante alguns dias ou inclusive semanas a sintomas de estresse, uma reação normal a situações anormais, recalcou, por isso que Bruxelas oferece a estas pessoas a ajuda de especialistas para um eventual acompanhamento psicológico e social.

No duplo atentado, reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico, morreram 32 pessoas e ficaram feridas mais de 300.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos