Filho do ex-presidente Menem é condenado por roubo na Argentina

Em Buenos Aires

Carlos Nair Menem, filho do ex-presidente da Argentina Carlos Menem, foi condenado nesta quarta-feira (30) a três anos de prisão, mas não precisará cumprir a pena, pelos crimes de furto e danos cometidos em 2015 contra uma amiga de sua irmã, Zulema Menem, informou à Agência Efe seu advogado, Diego Storto.

Segundo o código penal argentino, nos casos de uma primeira condenação à prisão que não seja superior a três anos, o juiz poderá decidir pela suspensão da pena.

No entanto, o filho do ex-presidente se encontra atualmente detido por um caso relacionado com posse de armamento com numeração apagada, mas, segundo a agência oficial "Télam", Carlos Nair está à espera de receber o benefício de prisão domiciliar.

Em um breve julgamento, o juiz determinou hoje a condenação de Carlos Nair Menem no caso em que era acusado de roubar e causar prejuízo à advogada Silvana Stochetti, uma amiga de sua irmã, no dia 19 de maio do ano passado.

O juiz do caso determinou a pena de três anos, mas concedeu o benefício da suspensão, com a condição de que o filho do ex-presidente argentino não se aproxime de Silvana e também evite fazer qualquer tipo de contato com ela, explicou Storto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos