Alemanha contabiliza 5.835 menores refugiados desaparecidos em 2015

Em Berlim

  • Louisa Gouliamaki/ AFP

O governo alemão registrou 5.835 casos de menores refugiados "desaparecidos" no ano passado no país, originários em sua maioria de Afeganistão, Síria e Eritreia.

Estes dados fazem parte de uma resposta parlamentar do Ministério do Interior ao Partido Os Verdes e divulgada nesta segunda-feira pelo grupo de comunicação "Funke Mediengruppe".

Segundo esse levantamento, 8.006 menores refugiados não acompanhados foram registrados como desaparecidos, sendo que 2.171 reapareceram e 5.835 ainda possuem paradeiro desconhecido. Do total, 555 são menores de 14 anos.

O Ministério não deu detalhes sobre os possíveis motivos dos desaparecimentos, mas Os Verdes alertaram dos riscos que podem existir nestes "alarmantes números". A deputada ecologista Luise Amtsberg disse que o governo deve agir, ao considerar que não está levando a sério "o risco da prostituição forçada e da exploração".

No ano passado, aproximadamente, 1,1 milhão de solicitantes de asilo entrou na Alemanha, de acordo com os números fornecidos pelo governo alemão a partir do sistema EASY. Este sistema dá conta das pessoas chegadas ao país com a intenção de solicitar asilo, embora o Executivo tenha reconhecido a impossibilidade de estabelecer o número real de refugiados no país, já que pode haver duplicidades e porque também são registradas as pessoas que passam pelo país em direção a outros Estados.

O número de entradas caiu de forma significativa nos primeiros meses deste ano, embora continuem sendo altos. No primeiro trimestre, o sistema EASY contabilizou 173.707 pedidos de asilo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos