Confrontos deixam pelo menos 73 mortos em Aleppo, no norte da Síria

Beirute, 6 mai (EFE).- Ao menos 73 pessoas morreram em combates que vêm ocorrendo desde ontem na periferia sul da cidade de Aleppo, no norte da Síria, para onde foram transferidos os enfrentamentos entre as forças governamentais e facções armadas como a Frente al Nusra (Al Qaeda), após o início da trégua, informou nesta sexta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A ONG detalhou que pelo menos 43 combatentes de grupos armados e 30 efetivos do regime sírio morreram nesses confrontos.

A Frente al Nusra e outras facções rebeldes como Jund al Aqsa e os Livres de Sham lançaram ontem uma ofensiva no sul de Aleppo, na qual tomaram o controle dos povoados de Khan Tuman, Abu Ruil e Jirbet Hajj Azu, e de dois montes.

Nessa batalha, foi utilizada artilharia intensa por ambas as partes.

Por outro lado, o OSDH acrescentou que pelo menos 12 pessoas morreram ontem, entre elas cinco civis, em um bombardeio de aviões de guerra na localidade de Um al Karamil, ao sul de Aleppo, cujo alvo seria o quartel de uma facção islâmica.

Esses enfrentamentos ao sul de Aleppo coincidem com uma trégua de 48 horas na cidade, que começou ontem e reduziu o nível de violência.

Antes do início da trégua, Aleppo foi cenário de bombardeios e de disparos de artilharia durante quase duas semanas, o que, de acordo com a última apuração do OSDH, causou a morte de 285 civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos