Filipinas confirmam que cabeça encontrada em catedral é de refém canadense

Em Manila

  • Reuters

    Rebeldes islamitas de Abu Sayyaf pediam US$ 12 milhões pelo resgate de Robert Hall (à dir.)

    Rebeldes islamitas de Abu Sayyaf pediam US$ 12 milhões pelo resgate de Robert Hall (à dir.)

A cabeça encontrada na porta da catedral de Jolo, no sul das Filipinas, pertence ao canadense Robert Hall, executado pelos rebeldes islamitas de Abu Sayyaf no último dia 13, confirmaram nesta terça-feira (21) fontes oficiais.

"Quero informar a população e aos veículos de imprensa que identificamos a cabeça decapitada, que é a do refém Robert Hall", disse em entrevista coletiva o chefe do Laboratório Criminal da Polícia Nacional das Filipinas, Emmanuel Arana.

A confirmação acontece depois que o departamento comparou mostras de DNA de Hall fornecidas pelo Serviço de Laboratório Legista Nacional do Canadá, publicou o jornal local "Philstar".

Os restos mortais do canadense foram achados no mesmo dia de sua execução, poucas horas após terminar o prazo imposto pelo Abu Sayyaf para receber o resgate de 600 milhões de pesos (cerca de US$ 12 milhões).

Hall foi sequestrado ao lado do compatriota John Ridsdel, do norueguês Kjartan Sekkingstad e da filipina Marites Flor, em setembro do ano passado, em um complexo hoteleiro do sul das Filipinas.

Dos quatro reféns, apenas Sekkingstad e Marites estão vivos, já que os rebeldes também decapitaram Ridsdel no dia 25 de abril, ao expirar o primeiro prazo imposto pelo Abu Sayyaf para receber o dinheiro do resgate.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos