Dez imigrantes morrem em novo naufrágio no Mediterrâneo

Roma, 30 jun (EFE).- Dez imigrantes morreram no naufrágio de um bote inflável à deriva no Mediterrâneo quando tentavam chegar à Europa, informou nesta quinta-feira a Guarda Costeira italiana.

Os guardas explicaram que no fato foram resgatados 107 sobreviventes.

A tragédia ocorre depois que ontem foram salvos um total de 1.288 imigrantes, 51 deles a bordo de um barco à vela.

A Guarda Costeira confirmou que o dispositivo de salvamento aconteceu com a embarcação "Diciotti", a mesma que em uma segunda operação realizada só alguns momentos depois recuperou outros 116 imigrantes também à deriva em outra embarcação.

Na última semana, o Centro Nacional de Socorro da Guarda Costeira de Roma, pertencente ao Ministério de Transporte, coordenou o salvamento de mais de 13,7 mil pessoas no mar, em diversas operações nas quais participaram embarcações italianas, europeias e também de ONGs.

Em 14 de junho, a Organização Internacional de Migrações (OIM) informou que pelo menos 60 mil imigrantes e refugiados morreram ou desapareceram em travessias marítimas ou terrestres rumo a algum país desenvolvido nos últimos 20 anos.

A OIM disse calculou que 10 mil morreram desde outubro de 2013 tentando atravessar o Mediterrâneo para a Europa.

lsc/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos