Turquia prende 13 suspeitos de participação em atentado em aeroporto

Istambul, 30 jun (EFE).- A polícia da Turquia prendeu nesta quinta-feira 13 pessoas, entre elas três estrangeiros, suspeitas de terem participado do atentado no aeroporto internacional de Istambul, onde morreram 42 pessoas.

Os agentes estiveram em 16 residências de forma simultânea e os detidos foram levados para a delegacia central de Istambul, informou à Agência "Anadolu".

Três homens-bomba, que seriam vinculados ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI), se explodiram na última terça-feira na entrada do terminal de voos internacionais do aeroporto, após realizarem disparos de forma indiscriminada com fuzis.

Segundo publicou em sua edição de hoje o "jornal "Hürriyet", um dos três agressores já foi identificado como um cidadão russo da Chechênia, chamado Osman Vadinov, que teria chegado na Turquia através da cidade de Raqqa na Síria, dominada pelo EI.

O jornal publicou hoje fotografias de um apartamento no bairro central de Fatih, em Istambul, que os terroristas teriam alugado há cerca de três meses.

Eles instalaram um aparelho de ar-condicionado para manter as janelas sempre fechadas e colocaram uma segunda porta de aço, assegura "Hürriyet", sem esclarecer se os policiais estiveram neste endereço hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos