Temporal deixa 14 mortos e 72 desaparecidos no norte da China

Pequim, 21 jul (EFE).- As fortes chuvas que castigam esta semana o norte da China deixaram pelo menos 14 mortos e 72 desaparecidos, informaram nesta quinta-feira os escritórios de assuntos civis da região através da agência de notícias "Xinhua".

Na província de Hebei, vizinha de Pequim e a mais afetada pelo temporal, foram registradas pelo menos 14 mortes e o desaparecimento de 72 pessoas, que levou as autoridades locais a declarar ontem o alerta vermelho, o mais alto nível de emergência.

Em Hebei, as chuvas transbordaram vários rios e causaram danos em 11 reservatórios, duas estações hidrelétricas e 112 estações de telecomunicações, além de inundar 4 mil hectares de terras agrícolas.

O temporal também afetou a vida cotidiana de Pequim, a capital chinesa, onde as chuvas foram contínuas ontem e estão sendo ocasionais hoje, causando problemas no sistema de transporte.

Um total de 237 voos no aeroporto internacional da cidade, 60 trens e 14 rotas de ônibus público tiveram que ser canceladas por causa do temporal, que inundou várias ruas, especialmente zonas com insuficiente serviço de águas e esgoto.

O presidente da China, Xi Jinping, pediu ontem durante uma viagem oficial à região de Ningxia (noroeste do país) que não se poupem esforços para enfrentar as chuvas e inundações que como em outros anos afetam o país desde o mês de maio, e que esta temporada já causaram pelo menos 300 mortes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos