Geólogos italianos pedem mais fiscalização sobre prédios após terremoto

Roma, 28 ago (EFE).- A Itália precisa de mais fiscalização sobre a construção, a manutenção e as reformas de edifícios para evitar consequências catastróficas como as do terremoto da última quarta-feira, pediu o órgão que reúne os geólogos do país.

"É preciso completar a cartografia geológica do país, que de maneira incrível está parada há anos", denunciou neste domingo o secretário do Conselho Nacional dos Geólogos, Arcangelo Violo.

Além disso, avaliou Violo, é necessário realizar uma "requalificação" de todos os âmbitos do setor de construção civil, para fazer com que as obras sejam "mais eficazes".

"É preciso atualizar os planos de proteção civil, informar os cidadãos dos riscos geológicos e investir na educação sobre temas geológicos e ambientais desde o primário", disse o secretário.

A redução do risco causado por terremotos na Itália passa, segundo Violo, por completar os estudos de microzoneamento sísmico. Essas informações devem constar nos planos urbanísticos do país.

"Neste país temos os conhecimentos científicos e técnicos para aplicar uma política séria de prevenção de riscos geológicos. O desafio é tornar real um plano nacional de segurança", disse.

As declarações do representante dos geólogos foram dadas depois da divulgação que muitos dos edifícios destruídos pelo terremoto da última quarta-feira careciam de medidas antissísmicas e que tinham sido reformados de maneira deficiente e sem controle.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos