Silêncio volta a Amatrice, com eletricidade, internet e sem ambulâncias

Laura Serrano-Conde.

Amatrice (Itália), 28 ago (EFE).- A situação em Amatrice, a área mais golpeada pelo terremoto de 24 de agosto, começou a mostrar neste domingo certos sinais de normalidade, com o restabelecimento de alguns serviços básicos, em meio ao silêncio e com menos ambulâncias.

As comunicações telefônicas foram reparadas, o serviço de internet funciona e já desde a noite passada nas áreas adjacentes voltou a iluminação externa, como pôde comprovar a Agência Efe.

Cinco dias depois do terremoto, de magnitude 6 na escala aberta de Richter, já quase não há ambulâncias circulando nesta cidade do Lácio (140 quilômetros ao nordeste de Roma), onde estava a maioria dos 290 mortos, segundo a última apuração oficial provisória proporcionada pela Defesa Civil.

Hoje se percebe a presença de muito menos integrantes das equipes de resgate, mas há funcionários da Defesa Civil, dos bombeiros e do exército, embora já não haja quase veículos de comunicação no lugar.

Em Amatrice hoje o silêncio domina e é possível ver moradores da cidade passeando pelas ruas que são transitáveis, sentados nos bancos do parque e levando seus animais de estimação.

Já não se escutam sirenes dos veículos dos diferentes serviços de assistência e resgate e algumas máquinas seguem trabalhando entre os escombros de edifícios derruídos, embora em um menor ritmo.

Na região não há lojas abertas e a provisão dos bens de primeira necessidade está centralizada nas áreas preparadas para os afetados, concretamente o ginásio poliesportivo da cidade.

Outra grande tenda nos arredores de Amatrice serve de armazém para essas provisões básicas, como alimentos, roupa e serviços higiênicos, que chegaram em quantidade suficiente, tanto que no sábado a Defesa Civil pediu que não se enviasse mais nada ao local.

Em seu lugar, as autoridades deste organismo de assistência pediram aos italianos a doação de dinheiro para fazer frente às necessidades dos afetados pelo terremoto.

Hoje o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) informou que nas últimas horas se produziram réplicas do terremoto. Durante a noite passada foram registradas várias, a maioria delas com uma magnitude de entre 2 e 3,4 na escala aberta de Richter.

Os afetados pelo terremoto voltaram a passar a noite em acampamentos instalados nas cercanias das localidades mais afetadas, como Amatrice, Accumoli e Arquata del Tronto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos