PUBLICIDADE
Topo

5 mil refugiados são resgatados no mar Mediterrâneo

Refugiados, a maioria da Eritreia, são resgatados de mais de 20 botes no mar Mediterrâneo - Emilio Morenatti/AP
Refugiados, a maioria da Eritreia, são resgatados de mais de 20 botes no mar Mediterrâneo Imagem: Emilio Morenatti/AP

Em Roma

29/08/2016 16h41

A Guarda Costeira italiana coordenou o resgate de aproximadamente cinco mil pessoas que navegavam rumo à Europa e se encontravam em diversas embarcações à deriva no Canal da Sicília, região que separa a ilha da Sicília do litoral africano.

Os resgates foram coordenados no Mar Mediterrâneo pelo Centro Nacional de Socorro da Guarda Costeira de Roma, pertencente ao Ministério de Transporte italiano, informou o órgão.

As operações contaram com a participação de navios da Marinha Militar italiana, da Guarda Costeira e de ONGs, assim como embarcações que operam nos dispositivos europeus Frontex e Eunavformed.

A Organização Internacional de Migrações (OIM) elevou ontem para 322.914 o número de imigrantes e refugiados que conseguiram chegar à Europa neste ano após atravessar o Mediterrâneo por diferentes rotas, enquanto o número de mortos já supera os 2,5 mil.

No ano passado, a OIM classificou o Mar Mediterrâneo como a rota "mais mortal para os imigrantes que buscam uma vida melhor".