Bombardeio mata único pediatra de bairro de Aleppo

Em Beirute

O único pediatra do bairro de maioria curda de Al Sheikh Maqsud, no norte da cidade síria de Aleppo, morreu nesta quarta-feira (7) devido ao impacto de vários mísseis, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Além do médico, natural da província de Deir ez Zor, no nordeste do país, um número indeterminado de pessoas ficaram feridas pelos mísseis lançados por facções islamitas contra o distrito, em poder das Unidades de Proteção do Povo, milícias curdo-sírias.

Os disparos de mísseis por grupos islamitas contra esse bairro de Aleppo são frequentes, e os profissionais de medicina e hospitais se tornaram os principais alvos dos ataques na Síria.

O país sofre uma guerra civil desde março de 2011, que já deixou mais de 280 mil mortos, de acordo com a apuração do Observatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos