Francês mata a mãe porque ela o impediu de ir à Síria como jihadista

Em Paris

Um jovem de 25 anos com antecedentes psiquiátricos matou sua própria mãe na madrugada de domingo (11), na cidade de Le Havre, no noroeste da França, depois que ela tentou impedi-lo de viajar à Síria a se transformar em jihadista, segundo informações da emissora "France Bleue" nesta segunda-feira.

O próprio jovem telefonou para a polícia para contar que tinha estrangulado sua mãe, de 62 anos, com uma corda.

Após ser detido, o jovem disse aos agentes que teve uma briga com sua mãe, que se negava a deixá-lo partir para a Síria para se juntar a grupos jihadistas.

Segundo a "France Bleue", a investigação ficará a cargo da Polícia Judiciária.

Até o momento, não há informação se o jovem tinha antecedentes criminais ou se estava sendo monitorado pelo serviço secreto por radicalismo islâmico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos