Delegação ortodoxa georgiana não participa da missa do papa em Tbilisi

Tbilisi, 1 out (EFE).- A delegação do Patriarcado Ortodoxo da Geórgia que deveria participar da missa que o papa oficiou neste sábado em Tbilisi não compareceu, segundo confirmou o porta-voz vaticano, Greg Burke.

Burke explicou "que seus cânones não permitiram (participar da eucaristia)".

O Vaticano tinha informado na segunda-feira que uma delegação do patriarcado estaria presente na cerimônia da visita do papa na Geórgia.

O patriarcado, um dos mais rígidos, já tinha comunicado que as diferenças dogmáticas entre ambos não permitiam orações comuns ou a participação na celebração eucarística.

Francisco cumprimentou "especialmente os fiéis da Igreja Ortodoxa da Geórgia presentes" depois da missa, sem especificar que estava prevista a presença de uma delegação ortodoxa.

O papa também quis agradecer a presença das comunidades latina, armênia e assíria-caldéia e cumprimentou além dos georgianos, o patriarca dos caldeus do Iraque, Louis Raphaël Sako e os bispos caldeus que chegaram desde o Iraque, que vieram desde Armênia, e aos fiéis georgianos.

O gesto de enviar a delegação tinha sido interpretado como uma aproximação entre a Igreja Católica e os ortodoxos georgianos.

O patriarca Elias II foi ao aeroporto para receber Francisco e depois ambos se encontraram na sede do patriarcado. Hoje está prevista a visita de Francisco à catedral ortodoxa de Svetitsjoveli, na cidade de Misjeta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos