Bombardeios no leste de Aleppo deixam pelo menos 32 mortos

(atualiza número de vítimas)

Beirute, 24 nov (EFE).- Pelo menos 32 pessoas morreram nesta quinta-feira, incluindo cinco menores de idade, durante bombardeios de aviões de guerra e helicópteros militares em bairros do leste da cidade de Aleppo (norte da Síria), assediados pelo exército e em poder de insurgentes, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG explicou que houve ataques aéreos e da artilharia das forças do governo nos distritos de Tariq al Bab, Masaken Hanano, Al Misir, Bustan al Basha, Karam Bek, Al Sakhur, Al Shaar, Al Mouasalat Antigo, Al Yazmati, Bab Neirab e Al Qataryi.

Já Ahmad Afrach, membro do Conselho da Síria Democrática (CSD), braço político das Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada curdo-árabe, disse à Agência Efe que facções opositoras tinham impedido a passagem de civis que queriam fugir da parte oriental da cidade para a região de maioria curda.

Os ataques no leste de Aleppo foram retomados no último dia 15 após três semanas de interrupção. Nos últimos dez dias, pelo menos 287 pessoas, entre elas 32 menores, morreram na cidade. Do total, 165 eram civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos