Presidente Solís confirma mortes e desaparecidos na Costa Rica

San José, 25 nov (EFE).- O presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solís, confirmou nesta sexta-feira que algumas pessoas morreram e outras estão desaparecidas por causa do furacão Otto, que ontem atingiu com força a região norte e a província de Guanacaste onde há inundações, casas destruídas e danos em pontes e vias.

"Há pessoas mortas e desaparecidas", lamentou Solís em um breve comunicado a imprensa, onde não precisou o número de vítimas, pois, segundo ele, há muita informação a ser confirmada.

O presidente costa-riquenho comentou que as autoridades estão recolhendo informações e confirmando os dados nas comunidades afetadas, para "evitar especulações".

"Meu sentimento de pesar por esta situação que nos oprime. Estamos fazendo o possível para diminuir a dor das famílias que estão divididas entre a incerteza e desaparecimento dos entes queridos", expressou Solís.

Segundo o relatório oficial, entre às 16h e 22h (hora local) de ontem, o furacão gerou chuvas na região norte do país de 200 litros por metro quadrado, equivalente ao volume de todo um mês.

Solís explicou que há inundações, deslizamentos de terra, pontes caídas, estradas danificadas, cortes de energia, casas destruídas e outros danos nas comunidades mais afetadas como Los Chiles, Bijagua, Canalete, Upala, província de Alajuela e Guayabo de Bagaces.

"A combinação de chuva e vento foi muito grande. É um sentimento de muita tristeza. É um momento onde, além de lamentar as circunstâncias, devemos recuperar os corpos dos falecidos e encontrá-los", disse.

O furacão Otto deixou a Costa Rica em forma de tempestade tropical e, segundo as previsões, seguirá gerando chuvas na província de Guanacaste durante o dia de hoje.

As autoridades avaliaram em US$ 8,7 milhões os primeiros danos causados pelo impacto do furacão Otto no sistema viário da Costa Rica.

Hoje, as autoridades vão começar a avaliar mais precisamente os danos, a busca de vítimas e desaparecidos, embora seja possível que as chuvas persistam.

Esta é a primeira vez na história que um furacão vai impactar diretamente a Costa Rica, um pequeno país da América Central que por sua posição geográfica, costuma receber efeitos indiretos destes fenômenos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos