Mais de 20 pessoas morrem na Rússia após ingestão de loção à base de álcool

Em Moscou

Pelo menos 21 pessoas morreram na cidade siberiana de Irkutsk por ingerir supostamente uma loção para banho à base de álcool, informaram nesta segunda-feira os serviços e emergências local.

"Segundo os últimos dados, foram hospitalizadas 37 pessoas com sintomas de intoxicação, das quais 21 morreram e 16 estão em estado grave", disse um porta-voz dos serviços de emergência à agência "Interfax".

Ontem, o Ministério da Saúde da Rússia comunicou que oito pessoas tinham morrido em Irkutsk após beber, segundo dados preliminares, uma loção pós-banho a base de álcool e flores de pilriteiro como se se tratasse de um licor, cujas amostras são agora analisadas pela polícia.

O ministério enviou a Irkutsk, cidade situada perto do lago Baical, um grupo de toxicólogos para atender os afetados.

Por sua vez, o Comitê de Instrução da Rússia deu início a um caso penal, embora as informações destacam que o rótulo de dito produto indica claramente que sua ingestão é proibida.

Segundo a imprensa local, devido à profunda recessão da economia russa desde 2014, os russos com menores ingressos não podem se permitir comprar vodca legal e consomem maciçamente produtos que incluem álcool, como colônias e loções.

Isto aumenta o número de intoxicações mortais, especialmente nas férias natalinas, quando dispara o consumo de álcool.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos