Palestino é morto a tiros após tentar apunhalar militares na Cisjordânia

Jerusalém, 10 jan (EFE).- Um palestino foi morto nesta terça-feira durante uma suposta tentativa de apunhalamento no campo de refugiados de Fara, no norte da Cisjordânia, segundo informações divulgadas por um porta-voz militar.

"As forças de segurança pediram ao agressor que parasse, mas como ele seguia avançando, então abriram fogo contra ele, resultando em sua morte", diz o comunicado.

De acordo como o porta-voz do Exército, o palestino estava armado com uma faca e tentou apunhalar um dos soldados israelenses durante uma operação de detenções no campo de refugiados de Fara, perto de Nablus.

A agência de notícias palestina "Ma'an" identificou o palestino como Mohammed Al Salhi, de 32 anos, e diz que ele morreu por "seis balas disparadas pelas forças de segurança durante uma operação em sua casa".

O comunicado militar disse que outros presentes na operação lançaram explosivos contra as forças de segurança, sem deixar feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos